Nunca deixe de sonhar!
Escrito porAna Gómez- 06/03/2017
Traduzido porRoney Madureira
Se você preferir ouvir o texto, clique no Play abaixo!
Quando foi a última vez que você realizou um sonho? Será que guardou todos numa gaveta? As vezes você não só os deixou de lado por um tempo, mas os anulou de vez da sua vida. Nesse caso, levante-se e sonhe mais alto.

Alguém me disse um dia que, quando os sonhos morrem, a pessoa envelhecia, era como se a força e a coragem para continuar lutando estivessem se perdendo. Se você pensar bem, nosso sonho é apenas o desejo de poder, obter ou atingir um determinado objetivo, mas é preciso estar disposto a trabalhar com perseverança para alcançar o que se deseja. No entanto, como é o desejo que motiva você a seguir, se esta força desaparece, então por que continuar?

Um sonho pode morrer porque alguma coisa (por exemplo, uma situação) ou alguém (incluindo você) coloca um "não é possível" ou "não pode" e você acredita. Acredito que se você conversar com qualquer pessoa que tenha triunfado em um campo, ele ou ela lhe dirá que não foi fácil conseguir o que queria e uma das coisas contra as quais tiverem que enfrentar foi o "você não pode". Pegue essas palavras e as transforme numa espécie de combustível que o faça seguir, que "o orgulho lhe motive." O problema surge quando você cria palavras negativas e começa a acreditar nelas. As palavras são tão poderosas que podem transformar ou criar uma situação.

O medo também é um assassino de sonhos. Quando algo produz medo, te bloqueia e se você permitir, pode lhe paralisar no meio da sua conquista. Use palavras como luta, conquista e outros termos militares, porque para mim, realizar um sonho nunca é simples, é necessário travar algumas batalhas. O medo tem a capacidade de fazê-lo ver o inimigo (que você tem de lidar) muito maior e poderoso em relação à forma como você percebe a si mesmo.

Por outro lado, os sonhos também podem morrer por preguiça de lutar por eles. Um menino queria ser bem sucedido, mas não sabia como fazê-lo e ninguém em sua aldeia tinha conseguido, exceto um velho eremita que gostava de ir pescar em um lago. O menino começou a pescar no mesmo lugar que costumava frequentar o velho para procurar uma oportunidade de poder perguntar qual era a chave do sucesso. Aos poucos, foi se aproximando do senhor e começou a construir uma amizade com ele, até que finalmente um dia perguntou:  

- O que você fez para ser bem sucedido? Eu também quero ser.

O velho olhou para ele, pegou seu pescoço e empurrou sua cabeça para dentro d,água. Quando o menino estava prestes a se afogar, ele o puxou para fora, deixou-o tomar fôlego e voltou a colocá-lo na água. Quando o menino já não aguentava mais o velho lhe disse:

-Quando você quiser ter sucesso da mesma maneira que deseja ter o ar que te faltava quando estava se afogando, aí o terá. 

O que quero dizer com esta pequena história é que não basta querer algo, é necessário se apaixonar pelo que faz e ter caráter para perseverar até o fim.

Penso que no processo, há momentos em que nos sentimos cansados e parece que as forças não dão mais. Sobre isso não sei muito o que dizer mas deixo uma frase que vem à minha mente:

"Sê forte e corajoso; não temas porque o Senhor teu Deus vai contigo; não te deixarei, nem te desampararei "Deuteronômio 31: 6

Posso imaginar alguns inconformados porque não querem que falemos de religião, mas esse não é o meu interesse.

Não quero que você tenha a sensação de que estou dando-lhe instruções, são apenas as conclusões de uma jovem que está enfrentando o desafio de começar a conquistar e de não permitir que o medo ou o "não pode"  limite seus sonhos. 

Por que você também não comenta sua perspectiva sobre o assunto? É sempre gratificante poder falar sobre isso.

Finalmente, por favor, lembre-se de que você DEVE SONHAR. Se você não sonhar, não deseja, se não deseja, não luta, se não luta, não conquista. Não se subestime e nem tenha pena de você, SEJA VALENTE.

Tenho 22 anos, me formei em literatura e tenho diversos interesses. Gosto de livros policiais, de Charles Dickens e vários outros temas históricos. Além disso, gosto de tudo o que está relacionado com tecnologia e com ficção científica. Se me perguntarem agora, acredito que ainda não sei o que quero ser quando crescer, rsrsrsr.