Como estudar bem
Escrito porRoney Madureira- 16/06/2016
Este artigo é mais um da série que estamos escrevendo nestes últimos meses sobre a leitura.  Já publicamos sobre a diferença entre estudo e leitura e também sobre a importância da leitura, mas hoje vamos falar sobre o estudo, que na minha percepção não deixa de ser uma forma de leitura, porém com um foco absolutamente objetivo, isso porque tem propósitos como, passar no vestibular, passar numa prova, fixar um conhecimento, passar num concurso público etc.

Os benefícios de estudar bem são incontáveis, vão desde ter a sensação de dever cumprido como a realização de sonhos, muitas pessoas tem por exemplo, como propósito de vida ser um grande médico, e só o estudo fará com que esse sonho se realize.
Contudo, é necessário saber que para estudar é importante saber estudar.
Não vale a pena dispensar tempo se esforçando para estudar sem empregar de verdade as formas necessárias para que ele gere frutos.

Esses dias ouvi um professor - Clóvis de Barros Filho da USP - dizendo algo que me chamou bastante a atenção, era mais ou menos assim; “O escritor teve o trabalho de escrever o livro - e ele usa o exemplo do filósofo Kant com o livro “A Crítica da Razão Pura” – e você só tem que ler e entender, ou seja, o escritor escreveu e a gente tem que sentar, ler e entender o trabalho que ele fez”. Há nesta fala algo interessante, ele compara os dois trabalhos, no primeiro existe uma força enorme, onde quem escreve tem que não só entender, como pesquisar e escrever deixando mastigado para a gente só ler e entender.

Mas vamos às dicas


Bem, necessitamos saber como fazer com que o estudo seja efetivo e, a primeira constatação é que ele é um processo solitário: Me explico, quando você está na aula está tendo aula e não estudando, o estudo é algo muito pessoal, que pode ser feito depois da aula, e acontece entre você e o livro ou o material a ser estudado.

  • Existem graus de dificuldades entre os textos que vão ser estudados, há por exemplo, textos que com duas lidas você entende muito bem, outros precisam ser lidos 5 ou mais vezes e com ajuda de dicionários.  
  • É necessário olhar com cuidado o material que será estudado, veja se ele é de fonte confiável, pesquise sobre quem o escreveu, se for um texto da internet, avalie se o site é seguro, neste sentido recomendo que busque as bibliotecas virtuais e os sites onde estão hospedados as revistas eletrônicas de diversas áreas do conhecimento, enfim, veja a fonte que você usará para seu estudo.  
  • Ao começar a estudar tenha muita concentração e se esqueça do mundo lá fora, neste momento sua atenção deve ser absoluta para o exercício do estudo, nada acontecerá com o mundo ou com sua família nestas horas que você estiver só e trabalhado. Deixe o celular, redes sociais, ou qualquer outra coisa que roube sua atenção de lado.  
  • Tenha consigo todo o material que você possa precisar para seus estudos, folhas em branco, seu computador, lápis, borracha, dicionários etc. Isso para não ter que parar no meio do estudo e sair buscando coisas. Entre esses matérias destaco a caneta marca texto para grifar as passagens importantes do texto.  
  • Como disse no ponto anterior, tenha dicionários de língua portuguesa, mas também dicionários especializados no tema que você está estudando, por exemplo, se você está estudando biologia é legal ter um dicionário de biologia para consultar termos específicos da área, saiba que para todas as áreas do conhecimento existem dicionários especializados e que eles podem ser encontrados na internet ou nas bibliotecas que você frequenta.  
  • A procrastinação não pode ter vez no seu estudo, veja clicando aqui um artigo que eu escrevi sobre esse tema. Procrastinar é basicamente deixar as coisas para depois, ou inventar tarefas para postergar o exercício que você deve fazer, é um erro muito sério.  
  • Não tenha pressa, cada um tem seu tempo, a média de leitura é de cinco minutos por página, algumas pessoas mais outras menos, em cada página grife o que é importante e numa folha a parte escreva À MÃO o que você está entendendo, os pontos relevantes num fichamento (Escreverei um artigo só sobre fichamentos em breve). Ressalto que deve ser à mão porque fixamos muito mais quando escrevemos desta forma do que quando usamos um computador. Num segundo momento você pode transferir essas informações para um aparelho eletrônico.  
  • Nem sempre na primeira leitura você pega tudo, ela é mais um contato básico que você tem com o texto, normalmente é a partir da segunda que as coisas começam a fixar em nossa mente, leia o mesmo texto quantas vezes for necessário para aprende-lo, e nem se preocupe com isso, a ideia é aprender, e ninguém está disputando para ver quem aprende primeiro, se for necessário 10 vezes ótimo, o que que conta é o resultado.
  • Busque um ambiente legal para estudar, pode ser uma biblioteca ou seu próprio quarto. Vale incrementar este espaço com todos os elementos que te felicitam a concentração, como por exemplo, uma boa luz, uma musiquinha gostosa de fundo bem baixinha, é importante que você esteja bem cômodo, com uma roupa confortável e o que mais for necessário.  
  • É muito comum ocorrer fugas de leitura, isso é quando você lê um pedaço inteiro mas não presta atenção, lê automaticamente mas está pensando em outra coisa, para estes casos recomendo que volte a ler o mesmo ponto mas com atenção.  
  • Não queira se fadigar muito, tenha suas pausas de tempo em tempo, muitas pessoas estudam 50 minutos e descansam 10, outros meia hora e descansam 5, veja o que é melhor para você. Evite se matar de estudar porque isso pode gerar um desgosto em relação ao ato, e você não vai querer mais estudar depois, (cuidado com isso).  
  • Explique o texto para você mesmo, fale em voz alta, diga e repita o que entendeu, leia em voz alta quando for necessário, respeite as vírgulas e pontos, eles são importantíssimos para entender bem um texto. Quando escutamos nossa própria voz fixamos mais a informação.  
  • Use o método filosófico, que é se perguntar sobre o conteúdo, analisar bem o texto, questionar, buscar entender porque ele foi escrito daquela forma, qual é a mensagem que o autor quer passar. Evite o anacronismo, que é considerar um texto sem pensar no tempo/momento em que ele foi escrito.  
  • Em alguns casos vale muito a pena fazer desenhos com esquemas do que você está estudando, são formas diferentes de fixar melhor sua ideia, coloque nestes desenhos, gráficos, figuras e escreva nelas os pontos chaves.  
  • Quando estiver lendo observe que depois de conjunções como as que coloco abaixo normalmente o autor faz algumas sínteses importantes onde você deve  redobrar a atenção: Porque, desde, dado o argumento, assim, por isso, segue-se, consequentemente, no entanto, contudo, mas, em primeiro lugar, por outro lado, etc.
Enfim pessoal, não existe fórmula mágica e nem medicamento para aprender, há apenas um elemento fundamental, O ESFORÇO. Estas são algumas dicas que aprendi e espero de verdade que sejam valiosas para você. Como disse inicialmente, antes de estudar temos que aprender a estudar e com certeza adotando algumas dessas recomendações você poderá melhorar seus estudos e aprender cada vez mais. Nos próximos dias publicaremos aqui outros artigos que estão relacionados à área da leitura. Fique atento! Caso queira nos contar alguma coisa sobre esse tema, escreva aqui abaixo nos comentários.  

Boa sorte e bons estudos.
Sou um cidadão do mundo e, neste momento decidi fixar moradia no país do meu coração, A Colômbia. Estudei filosofia e ética na PUC de Campinas e, atualmente destino meu tempo principal como programador de conteúdos de aprendizagem da fundação GCFAprendeLivre.org. Gosto de tudo aquilo que pode elevar meu espírito e fazer do meu mundo um lugar melhor, como as artes, a literatura, a música, a dança e mais. Acredito de verdade, que a vida é para ser sentida e desfrutada.