A Torre de Babel - Nossos muitos idiomas
Escrito porRoney Madureira- 14/02/2017
Se você preferir, pode escutar este texto clicando no Play abaixo:
Uma das coisas que nos diferenciam de outros animais irracionais, é a nossa rebuscada forma de nos comunicar. Ainda que muitos outros animais apresentem maneiras sofisticadas de comunicação, seja através de sons, cheiros ou gestos, somos os únicos possuidores das palavras, que juntas formam frases, resultando em um enorme  números de combinações.

Penso ser um pouco leviano da minha parte escrever sobre um assunto tão complexo, que cientistas, linguistas e filólogos dedicam uma vida inteira pesquisando, mas minha intenção é apenas trazer uma ou outra informação básica, o que nos pode ajudar a começar a entender um pouco deste mundo.  

Gostaria de começar apresentando algumas poucas características das línguas, depois veremos algumas áreas da Linguística que se dedicam a estudar isso que chamamos de língua, em seguida as línguas mais faladas do mundo e por fim falaremos um pouquinho do nosso português. Lhe convido a me acompanhar neste pequeno escrito e, caso tenha alguma observação, nos escreva para juntos construirmos nossa ideia.

Você já deve ter ouvido falar no mito cristão apresentando na Bíblia no livro de Gênesis sobre a Torre de Babel, vamos lembrar: Segundo a narrativa, um determinado povo decidiu construir uma torre em forma vertical, assim como as pirâmides do Egito, para poderem chegar até o céu. Ocorre que Deus não estava muito convencido de tal empreitada e, resolveu criar diferentes línguas entre os homens que trabalhavam nesta construção de modo a confundi-los, o que interrompeu a construção da torre. Esse mito ilustra como, ainda que tenhamos um método comum de comunicação, ela não é igual no sentido da língua usada como base. Vamos continuar esclarecendo algumas coisas importantes na nossa analise, Língua, Idioma e Dialeto:

Língua: Devemos entender como língua um sistema formado por regras e por valores pertencentes a um grupo de pessoas que tem a mesma forma de comunicação independente de seu país, por exemplo, o português é uma língua falada não só no Brasil como em Portugal, Angola etc.
Idioma: Está relacionado a uma nação, mas não deixa de ser uma língua. Por exemplo, definimos o inglês como o idioma da Inglaterra e também é uma língua, por outro lado, não posso dizer que o Galego é um idioma, porque não representa uma nação como o português representa Portugal. O idioma sempre está vinculado a oficialidade de um pais (língua oficial de um pais).
Dialeto: É a variação que uma língua pode ter dentro de um grupo de falantes, por exemplo, o português falado num outro lugar onde podemos observar algumas mudanças na fala e até mesmo na escrita.

A Linguística é a grande área onde está tudo o que podemos relacionar com as línguas. Ela está divididas em outros vários ramos, e o profissional dedicado a este campo é denominado de linguista. Listamos abaixo algumas das principais áreas de atuação na linguística para que você tenha uma ideia, de toda maneira, o campo é muito vasto e para entendê-lo melhor é necessário se aprofundar.

Fonética: estuda os diferentes sons que estão presentes numa linguagem.
Fonologia: estuda os padrões básicos dos sons de uma língua.
Morfologia: estuda as estruturas internas das palavras.
Sintaxe: estuda como a linguagem combina palavras para formar frases gramaticais.
Semântica: estuda os sentidos das frases e das palavras que a integram, podendo ser, por exemplo, formal ou lexical.
Lexicologia: estuda o conjunto das palavras de um idioma. Normalmente trabalha em conjunto com a lexicografia que elabora dicionários, enciclopédias e outras obras que descrevem o uso ou o sentido do léxico.
Estilística: Estuda o estilo na linguagem.
Filologia: Estuda textos e linguagens antigas.

Devemos entender que as línguas têm um caráter vivo em si, deixa eu me explicar melhor; por conta de estarem sempre mudando, entram e saem palavras, muda a gramática, as gírias, etc.. ela é dinâmica, e pelo simples fato de ter falantes, a chamamos de viva. Em contrapartida, existem as línguas mortas, e o que as fazem serem chamadas assim é sobretudo o fato de não terem mais falantes, não ter um país que a usa oficialmente, é o caso do Persa, Latim, Grego Antigo etc. Vejam, não ter nenhuma nativo falante, não significa que ela não tenha uma estrutura gramatical, eu por exemplo, conheço muita gente que estuda a gramática do Latim.

No quadro abaixo você pode ver as 10 línguas com o maior números de falantes nativos do mundo. Observe que mesmo sendo considerada a língua universal, o Inglês não é a língua mais falada por nativos no mundo. Na primeira posição está o Mandarim, e podemos atribuir isso à grande quantidade de habitantes da China.

Os idiomas mais falados do mundo.
Os idiomas mais falados do mundo.
Na América Latina, a língua mais falada é o espanhol e a segunda o português. Somos chamados de América Latina também por termos como línguas oficiais as derivadas do Latim, a parte termos sido colonizados por dois países de origem Latina, como a Espanha e Portugal. As línguas Latinas são:  o Português, o Espanhol (também conhecido como castelhano), o Italiano, o Francês e o Romeno.

Para falar um pouquinho do nosso Português, vimos que ele é o 6º idioma mais falado do mundo, e países como o Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guine Equatorial, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste fazem parte da grande Família Lusa. É importante aprendermos  a ter orgulho da nossa língua, estudá-la e tentar usá-la da melhor forma possível. Uma das coisas que nos ajuda muito é a leitura constante.

Espero que este breve artigo tenha sido útil para você, caso tenha alguma sugestão entre em contato com a gente.

Até a próxima.
Sou um cidadão do mundo e, neste momento decidi fixar moradia no país do meu coração, A Colômbia. Estudei filosofia e ética na PUC de Campinas e, atualmente destino meu tempo principal como programador de conteúdos de aprendizagem da fundação GCFAprendeLivre.org. Gosto de tudo aquilo que pode elevar meu espírito e fazer do meu mundo um lugar melhor, como as artes, a literatura, a música, a dança e mais. Acredito de verdade, que a vida é para ser sentida e desfrutada.